Quem Sou‎ > ‎Minhas Composições‎ > ‎Minhas Poesias‎ > ‎

Carnívoros

postado em 13 de set de 2010 15:54 por Erisvaldo Ferreira Silva

Entre músculos e ossos

encontra-se a mais macia carne

um fardo de carne fresca

exalando seu futuro sabor

o sabor da carne crua

 

o sabor saboroso do sangue na boca

o sabor de saber

o sabor de reter o saber

o sabor saboroso de saber reter o saber

 

sem saber que a mesma carne crua

que exala o som da morte

outrora exalou vida

que morreu para a nossa sorte

para a nossa vida

para a nossa morte

Comments